Olá pessoal!

Este vai ser um tutorial simples de instalação dos recurso do SQL Server que vamos utilizar para criar o D.W. Tentarei ser o mais dinâmico possível para o post não ficar longo.

Após baixar o SQL Server Developer no site da Microsoft e executar o arquivo, está será a primeira tela a ser exibida.

Clique em download media, escolha uma das opções e faça o download do banco.

Quando terminar, execute o ISO do arquivo, caso baixado neste formato, abra o disco virtual contendo o setup do SQL Server e execute-o.

Ao clicar no executor, esta tela irá se abrir e vá em instalação e nas opções, na primeira:

“New SQL Server stand-alone installation” 

Ao clicar na opção, vá avançando as telas até chegar na tela ‘install rules’ o SQL Server irá verificar alguns requisitos para a instalação, irá alarmar o firewall mas não tem problema, basta clicar em “next”.

A próxima tela é a tela seleção de recursos, onde iremos escolher quais recursos queremos no SQL Server.

Vamos instalar as que foram selecionadas em vermelho!

Na próxima aba chamada ‘Instance configuration’ é a opção para caso queira dar um nome a sua instância. Se deixar default, será esse o nome.

Ao prosseguir para o próximo passo, vamos configurar os serviços que fazem o SQL Server funcionar e a Collation. Para configurar a collation, clique em customize. Deixe este ambiente da mesma forma que o meu ficou.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é Y-nys2wzq91dMmf9NPrKq3gQWiukyoFVbppEpH5VAlYt1snC5cBt9PiSBm5cAQT1fOg8qoUxjTdrxFbeO5SiJxrDZ6QR1jtQ-HmzvR8a_do6ghsMYJaaRcOgj_LLmEvp-bzzyzLQ

Aqui estamos configurando a collation tanto para o SQL Server quanto pro Analysis. Quanto aos serviços, eu gosto de deixar somente os dois primeiros com automático e o restante manual. Faço isso para não impactar a inicialização do S.O.

Se quiserem deixar todos no automático não há problema. E quanto às senhas, vamos configurar mais a frente.

Agora vamos configurar os acessos. Nesta etapa faça o seguinte:

  1. Clique em ‘mixed mode’ e configure a senha do seu gosto
  2. Clique em ‘add current user’ para adicionar o seu usuário de S.O como admin do banco.

Agora, vamos configurar os diretórios. Eu gosto de separar os arquivos de MDF, LDF e Backup em outra pasta. Se quiser seguir:

As configurações de Tempdb e Maxdop eu prefiro deixar no padrão, então, pode pular estas abas.

Na aba de memória, é aconselhado limitar o uso de memória pelo banco, se não, ele pode consumir até o último MB possível da sua máquina. Configure de acordo com a sua quantidade de memória. 

Não se esqueça que processos de ETL e do banco poderão rodar em concomitância!!!

E no ‘Filestream’ eu costumo habilitar tudo e deixar padrão. Não sei se influencia em algo, mas eu deixo.

Na configuração de diretório e contas do Analysis Services, é basicamente igual ao que fizemos pro SQL Server. 


A diferença que iremos colocar no SSAS como Tabular e colocar em um diretório separado do que criamos pro SQL Server.

Não esqueça de clicar no ‘add current user’

Depois destes processos, pode clicar em ‘next’ para as próximas abas e clicar em ‘install’.

Final da instalação resumida.

Quando terminar de instalar o SQL server, baixe neste link o Management Studio, que é a ferramenta gráfica para auxiliar na manipulação do banco.

Abaixo, vou deixar o link dos bancos de dados que vamos utilizar para o download. A própria Microsoft disponibiliza o tutorial. Só aconselho a copiar os arquivos para o mesmo diretório que criou as pastas lá na instalação.

Link e tutorial para baixar e adicionar o banco AdventureWorks 2019. Baixe a versão OLTP.

Link para o Wideworldimporters. Baixe o primeiro arquivo, que tem o nome: WideWorldImporters-Full.bak. 

Uma vez que tenha feito todo este procedimento, podemos pular para o próximo que é instalar o Visual Studio com o Integration Services!