Neste post breve, quero mostrar uma dica bem rápida sobre como criar um log de erro que poderá ser utilizado em qualquer processo de E.T.L que estiver criando.

CRIANDO A CONFIGURAÇÃO

Para criar o controle de erro, configure sua transformação da seguinte maneira.

TRANSFORMAÇÃO BASE

Agora que já temos a base criada, configure o step generate rows da seguinte forma:

CONFIGURAÇÃO GENERATE ROWS

No step select values vamos forçar um erro de execução alterando o meta-data do campo data para binário.

ALTERANDO O META-DATA PARA BINÁRIO

Na transformação table output configure da seguinte forma, não esquecendo de marcar a caixa de diálogo specify database fields.

CONFIGURANDO TABLE OUTPUT

Selecionado os campos, clique com o botão direito no step table output e procure a opção ERROR HANDLING.

HABILITANDO O ERROR HANDLING

Abaixo os campos que vamos configurar para tratamento de erro.

CONFIGURANDO ERROR HANDLING
  1. Error handling stepname – step que tem a opção do error handling habilitado;
  2. Target step – destino para registro dos erros;
  3. Error description fieldname – nome da coluna que conterá a descrição do erro;
  4. Max nr errors allowed – número máximo de erros permitidos que o Pentaho ‘aceita’. Se passar do valor, a operação é abortada e escrita no arquivo.

Se quiser trabalhar com porcentagem, basta configurar o campo Max % errors allowed (empty = 100%). Se for utilizar tratamento com base em porcentagem, deverá configurar o número mínimo de linhas lidas antes de começar a avaliação de erros no campo Min nr of rows to read before foing % evaluation.

Se o mínimo de linhas não for configurado, não haverá controle de porcentagem na leitura de linhas para tratamento de erros. O Pentaho só começará a processar a avaliação de erros após passar pelo valor mínimo de linhas configuradas.

Os campos que foram deixados em branco não necessitam configuração do Pentaho.

Feito os passos acima, abra o text file output selecionando apenas a coluna criado no passo anterior Error_Desc.

Clique no step text file output e em preview this transformation, no ícone com um olho. Veja o resultado final.

DEMONSTRAÇÃO DA TRANSFORMAÇÃO

Após, basta fechar a transformação.

CONCLUSÃO

Este foi um tutorial simples que mostrou como criar um tratamento de erro para suas transformações dentro do Pentaho.

Nem sempre sabemos como será o comportamento de uma transformação ou se teremos algum erro inesperado do próprio software.

Para jobs de automação do Pentaho, a lógica é a mesma, mas veremos com calma no futuro.

Espero que tenham gostado, saúde.

Baixe o arquivo aqui.

OLÁ!

Se chegou até aqui e gostou do pequeno tutorial, deixe seu like compartilhe. Ajude o blog a alcançar mais pessoas!

Caso queira receber em primeira mão esse tipo de conteúdo, se inscreva abaixo:

SIGA NAS REDES SOCIAIS!