Fala pessoal, como estão?!

Continuando nossos posts sobre estudo de caso e algumas aplicações de sucesso no B.I, hoje venho mostrar como a empresa Siemens (aquela dos celulares A50, lembra?! – se lembrar, já sabe!!) reduziu seus custos operacionais implementando um robusto sistema de visualização de dados!

Como no post anterior, vimos uma empresa madeireira aplicar tecnologia, hoje vamos para uma que se tornou referência no ramo!

APRESENTAÇÃO

A Siemens é uma empresa global alemã que atua no ramo da elétrica, eletrônica, automação e outros segmentos industriais e por isso, precisava consolidar seu sistema de B.I em um único ponto para ter maior controle conformidade nos dados e dashboards gerados.

Essa necessidade deu origem para um time especializado em B.I que tinha como principal missão organizacional entregar um sistema de ponta a ponta que unificasse todas as filiais ao redor do globo com a sede, para um acompanhamento preciso da saúde da empresa.

PROBLEMA

Com a crescente demanda de relatórios cada vez mais integrados e rápidos a Siemens e seus analistas começaram a encontrar dificuldade de manter a entrega uniforme para todos sem perder a conformidade e governança dos dados.

Como as áreas de negócio possuem demandas e urgências diferentes a organização necessitava urgentemente de um sistema que pudesse atender as múltiplas instâncias de modo satisfatório e com as necessidades supridas.

Além disso, a nova plataforma de B.I deveria ser de uma curva de aprendizado simples, que fosse capaz de gerar um forte embasamento para tomada de decisão, fácil integração com o sistemas já existentes que alimentavam a empresa e que pudesse agregar na gestão de satisfação dos clientes, processos, logísticas e relatórios financeiros.

SOLUÇÃO

Com os desafios expostos acima, a Siemens em pesquisa no mercado decidiu contratar o software de uma empresa especializada em B.I e dashboards alemã chamada Dundas BI, líder global em soluções de visualização de dados.

Por ser uma ferramenta rápida, facilmente escalável, com integração e visualização web a companhia alemã tinha em mãos o software ideal para o negócio e implementou junto ao time B.I.

Com a implementação, as Siemens conseguiu implementar dashboards altamente iterativos que fosse capazes de agregar valor a organização e que rapidamente foi percebido em questões qualitativas e quantitativas. Um dos grandes destaques na melhoria dos processos foi a redução de custos que o setor de logísticas conseguiu.

  • Redução de 12% de toda a cadeia logística global;
  • Redução de 25% dos custos com resíduos. Melhorando inclusive sua imagem socioambiental.

O líder de B.I também reportou que o time passou a prever problemas com uma antecedência maior e agir antes com soluções certeiras já que passaram a ter uma robusta solução de análise de causa-raíz.

CONCLUSÃO

Podemos destacar mais um benefício percebido pela análise de dados em uma empresa global que conseguiu consolidar todas as filiais e entregar valor sem perder a qualidade.

Com a decisão de implementar o software da Dundas BI o percebemos que o ganho de produtividade e redução de custo foram os maiores ganhos tangíveis que a Siemens reportou.

Houve reporte que milhares de usuários ao redor do globo passaram a utilizar os dashboards de maneira unificada e em mais de 35 projetos diferentes em diferentes culturas e idiomas.

Agora, todos os usuários são capazes de ter acesso a KPIs e ao que está acontecendo em suas determinadas áreas.

QUESTÕES

  1. O case afirma que a Siemens destacou uma melhora significativa no setor de logística e resíduos. Além destes, você consegue destacar algum outro setor que possa ter obtido um benefício significante? Se sim, aponte os benefícios.
  2. Analisando o case, seria capaz de destacar quais foram outros desafios que a Siemens teria pela frente ao implementar um novo software que fosse capaz de entregar modelos de dashboards interativos e dinâmicos?
  3. Além das qualidades destacadas, o que fez a Siemens optar pelo software Dundas BI? Poderia apontar o motivo?
  4. De que maneira desenvolveria um modelo de governança de dados que fosse global para limitar os acessos aos dashboards mais críticos ao negócio?

Veja aqui o link para o case completo

Espero que tenham gostado, saúde!